Notícias e Eventos
Notícias SEGH

5
ago/21

24ª Surdolimpíadas de Verão Caxias 2021 empossou novo Comitê Organizador

Compartilhe isto:

O Comitê Organizador da 24ª Surdolimpíadas de Verão 2021 foi definido em assembleia realizada no dia 26 de julho na sede da Sociedade dos Surdos de Caxias do Sul (SSCS). A nova coordenação tem a vice-prefeita de Caxias do Sul, Paula Ioris, como Presidente de Honra. A competição, evento multidesportivo mais antigo depois dos Jogos Olímpicos, será realizada de 1 a 15 de maio de 2022. A data inicial de realização foi adiada por conta da pandemia mundial da Covid-19, porém no título oficial mantém-se o ano original, 2021, da mesma forma que as Olimpíadas de Tóquio 2020.

De acordo com a vice-prefeita, um evento deste porte e de repercussão internacional é uma oportunidade não somente para a economia da região, mas principalmente por trazer convivência e muito aprendizado com a interação entre culturas diversas e a valorização e a integração com a comunidade surda. “Estamos muito orgulhosos e prontos para o trabalho que temos pela frente. Tudo nesta experiência é aprendizado que fica e oportunidade de interação”, celebra.

O presidente interino do Comitê Internacional de Esportes para Surdos (ICSD), entidade máxima responsável por eventos desportivos internacionais para surdos, Gustavo Perazzolo, especifica a escolha de Caxias do Sul como sede deste evento por conta da visibilidade cultural e esportiva da cidade, que também possui um histórico de sediar competições voltadas aos atletas surdos, como a primeira edição dos Jogos Sul-Americanos de Surdos, em 2014, e o Campeonato Mundial de Handebol de Surdos, em 2018. “Atletas surdos caxienses e do Rio Grande do Sul são expoentes históricos em competições, com três ou quatro representantes de Caxias do Sul, e entre 20 e 30 do estado participando da Seleção Brasileira. O legado que essa oportunidade traz é indiscutível”, afirma.

Como representante da Prefeitura de Caxias do Sul, uma das realizadoras da competição, o Secretário de Esporte e Lazer, Gabriel Citton, explica que a estrutura esportiva que a região apresenta, enquanto quantidade de espaços que comportam um evento como este, está entre as melhores do Brasil e, com certeza, a mais qualificada do Rio Grande do Sul. Ainda serão feitas melhorias e adaptações de alguns dos espaços utilizados na Surdolimpíadas, além do aproveitamento de locais externos que possuem estrutura e relevo de qualidade internacional, e dos quadros técnicos locais. “A meta é que esta edição da Surdolimpíadas esteja entre as cinco melhores de todos os tempos”, indica Citton. Outra consequência esperada é a valorização, principalmente por meio da legislação, como incentivo para o surdo ter autonomia e oportunidade para praticar esportes competitivos.

Richard D. Ewald, secretário-executivo (CEO) do Comitê, aponta que o trabalho iniciado ainda em 2019 pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) foi muito importante e essencial para a escolha do município como sede da competição. Segundo ele, o Comitê Organizador percebe essa nova etapa como uma “passagem de bastão”, onde a equipe atual se prepara para a reta final da realização da competição. Ewald também salienta a grandeza da Surdolimpíadas, com a expectativa de 15 mil pessoas no público, vindos de todo Brasil e do mundo. Até o momento, estão inscritos 6.100 surdoatletas e equipes, vindos de mais de 100 países, que participarão de 21 modalidades esportivas. “Além de toda a questão de infraestrutura física, que deixará Caxias do Sul apta a receber outros eventos desportivos posteriores, o mais importante é o legado social que ficará. O esporte em si e a comunidade surda ganham um impulso muito grande”.

O Comitê Organizador ainda conta com Tibiriçá Vianna Maineri, representando a SSCS no Conselho Fiscal; Francine Pedrotti, presidente da SSCS, e Natacha Perazzolo, diretora da Escola Municipal Especial de Ensino Fundamental Helen Keller, como parte do Conselho Diretor. A função do Comitê Organizador é dar continuidade aos trabalhos iniciados pelo Comitê Plural, em 2020, assegurando a realização da competição internacional. Uma motivação especial foi a fixação do legado social para a comunidade surda, na sua visibilidade, reconhecimento e sensibilidade da sociedade ao tratamento igualitário.

A 24ª edição da Surdolimpíadas de Verão será a primeira realizada na América Latina, tornando esse um momento histórico e uma grande vitória para a comunidade surda brasileira.

24ª Surdolimpíadas de Verão On-line:

Site: www.surdolimpiadas2021.com.br

Facebook: @Deaflympics2021

Instagram: @deaflympics2021official

YouTube: www.youtube.com/channel/UCegFYSwSII9m7Tc8zkI_dAQ

Twitter: twitter.com/Deaflympics2021

Compartilhe isto:

Cadastre-se para receber notícias e eventos!